Notícias

Prefeitura pede prazo para Aeronáutica não interditar aeroporto de Araçuaí

23 de Dez de 2019 | 21:36h

Fonte: Gazeta de Araçuai
A pista de pouso e decolagem, com 1.200 metros, está toda trincada, bem como a área de taxiamento das aeronaves. Cerca não adequada possibilita entrada de animais na pista. Responsabilidade pela manutenção é da prefeitura municipal.

Foto: Gazeta de Araçuai
Prefeitura pede prazo para Aeronáutica não interditar aeroporto de Araçuaí
Aeroporto não passa por reformas há mais de 20 anos

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA)órgão do Ministério da Aeronáutica,  quer interditar o aeroporto de Araçuai, no Vale do Jequitinhonha, a partir do próximo dia 25 de julho 2016, devido à não apresentação do Plano Básico de Zona de Proteção do Aeródromo (PBZPA), por parte da prefeitura municipal. Com a medida, nenhuma aeronave terá autorização para pousar ou decolar.     o Plano Básico de Zona de Proteção de Aeródromo estabelece que a área  do aeroporto é de exclusividade para voos, restringindo a construção de edifícios em alturas que possam por em risco os seus ocupantes ou impactar a segurança de cada voo. E é por meio da observação desses planos que se tornam possíveis as visualizações em um mapa tridimensional sobre o aeroporto, sobre a área e quais os limites observados para o distanciamento, além de indicar as alturas das edificações da redondeza.   De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da prefeitura, a administração deverá assinar nesta quinta-feira, 21 de julho, um termo de Ajustamento de Conduta com interveniência  da Secretaria de Estado de Obras Públicas de Minas Gerais – SETOP- MG e o Departamento de Controle de Espaço Aéreo (DECEA), solicitando mais prazo para que a prefeitura possa concluir o Plano Básico de Proteção do Aeródromo.

Uma comissão do Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (COMAR), composta por engenheiros, fez há 2 anos, inspeção no local e apresentou uma lista de serviços que precisavam ser executados pela prefeitura para que o aeroporto possa operar normalmente.   Foi dado prazo para a prefeitura realizar os serviços. Como isso não ocorreu, o aeroporto poderá ser interditado por medidas de segurança.   Entre as medidas solicitadas,  estão a colocação de cerca adequada para impedir a entrada de animais na área, reforma da  pista de pouso, entre outras.   Em fevereiro de 2013, reportagem do Jornal Gazeta já alertava para o problema mas nenhuma medida foi tomada pela administração municipal.   Há mais de 20 anos, o aeroporto de Araçuai (MG) no Vale do Jequitinhonha, não passa por manutenção. O aeroporto foi inaugurado em 1948 como um campo de aviação. Seu asfaltamento ocorreu apenas em meados da década de 80.   Atualmente, a pista de pouso e decolagem, com 1.200 metros, está toda trincada, bem como a área de taxiamento das aeronaves.  “ As pequenas pedras (britas) que se acumulam na pista,  batem nas hélices e provocam desgastes.  Por entre as fendas da pista está nascendo mato, bem como nas laterais. Com isso as rachaduras só aumentam”, alerta Giuseppe Lopes, instrutor de vôo e piloto da Net Aviation.

Pista e área de taxiamento do aeroporto está toda danificada.
Pista e área de taxiamento do aeroporto está toda danificada.

A movimentação no aeródromo é de uma média  de 20 a 30 voos mensais.   O aeroporto conta com dois hangares que abrigam quatro pequenas aeronaves pertencentes a empresários da região. Há aeronaves que pousam e decolam até quatro vezes por dia.     Desde o ano passado, o local é utilizado por uma Escola de Pilotagens para cursos destinados a alunos da categoria experimental.   Se ocorrer a interdição, quem precisar utilizar o transporte aéreo, terá que se valer do aeroporto de Jequitinhonha, a cerca de 140 km de Araçuai.   “ Imagine o transtorno se precisarmos transportar um paciente com urgência para hospitais fora daqui?”, questionou um médico da rede hospitar do município.   Em nota, Prefeitura descarta interdição     Em nota, a assessoria de Comunicação da prefeitura informou que não ocorrerá a interdição .  De acordo com o comunicado, a administração municipal  está atuando , junto ao DECEA – Departamento de Controle do Espaço Aéreo para assegurar a continuidade do funcionamento do aeroporto.   Ainda segundo a nota da prefeitura, o aeroporto de Araçuaí continuará em operação a serviço do município e região, pois um Termo de Ajustamento de Conduta será celebrado com a interveniência da Secretaria de Estado de Obras Públicas de Minas Gerais – SETOP- MG e o Departamento de Controle de Espaço Aéreo (DECEA).   A assessoria de Comunicação informou que a assinatura está prevista para esta quinta-feira (21), com a finalidade de conceder maior prazo para que o município possa concluir o Plano Básico de Proteção ao Aeródromo – PBZPA.   De acordo com a assessoria,  no dia 4 de agosto do ano passado, foi assinado o Convênio 43/2015, celebrado entre o município de Araçuaí e a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, para a exploração do aeroporto de Araçuaí por um período de 35 anos.
Sérgio Vasconcelos Repórter


Voltar as notícias