Notícias

Novo prédio da Câmara de Araçuai, devorou R$ 1,4 milhão dos cofres públicos

16 de Jan de 2019 | 10:00h

Trata-se de uma das mais luxuosas e imponentes sedes de poder legislativo dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, regiões conhecidas pelo Baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Foto: Gazeta de Araçuai Novo prédio da Câmara de Araçuai, devorou R$ 1,4 milhão  dos cofres públicos
O prédio de 3 andares tem vidros fumê, elevador panorâmico e gabinetes individuais para os 11 vereadores.
  No momento em que o país  atravessa uma das suas piores crises política e econômica, vereadores de Araçuai, município com cerca de 37.300 habitantes, no Vale do Jequitinhonha (MG), caminham na contramão da história.   Depois de reajustar os próprios salários que chegam a cerca de R$ 6 mil mensais, neste domingo, 12 de junho/2016, eles participam de uma mega festa para  inaugurar o novo  prédio para a Câmara, que custou aos cofres públicos,  a bagatela de R$ 1,4 mi ( Um milhão e quatrocentos mil reais ).   Durante a festa, serão concedidos títulos de cidadão honorário de Araçuai a 15 personalidades, sendo 10 delas ligadas à forças de segurança, um dos setores mais criticados pela sociedade local, em decorrência do aumento da violência, a impunidade de criminosos  e o não esclarecimento de crimes violentos ocorridos no município.   Um suplente de deputado estadual,  e um deputado federal investigado pelo Supremo Tribunal Federal  (STF),por crime contra a administração pública, também receberão título de cidadão honorário.   Manifestantes prometem protesto em frente à Câmara. A festa começa às 20 horas e um carro de som, que circula na cidade desde o início da semana, convoca a população.    
Gabinetes de veredores contam com antessala, móveis novos e climatizador de ar.Gabinetes de veredores contam com antessala, móveis novos e climatizador de ar.
Nas redes sociais, pipocam críticas de internautas à gastança que inclui R$ 12 mil para o show do Grupo Garganta de Ouro e R$ 6.500 reais para montagem do palco. Muitos defenderam que o ideal seria investir o recurso na Saúde e no hospital da cidade que passa por dificuldades financeiras.   “Uma vergonha. Não fazem nada. Criaram um elefante branco, ao invés de algo para a segurança da população”, postou  no facebook a professora e promoteur, Silvana da Cunha Melo.   Elefante branco é uma expressão idiomática para uma posse valiosa da qual seu proprietário não pode se livrar e cujo custo (em especial o de manutenção) é desproporcional à sua utilidade ou valor.   No convite para a festa, entregue pelos Correios à autoridades e instituições, consta que o prédio ao lado, de dois andares, que foi utilizado nos últimos anos como sede da Câmara, será repassado para a prefeitura de Araçuai, em regime de comodato.   " Estou pensando em levar o arquivo e o almoxarifado para lá”, disse o prefeito Armando Paixão (PT) informando que paga R$ 8 mil de aluguel do prédio onde atualmente  funciona parte do centro administrativo municipal, como o gabinete, assessoria de comunicação, setor de tesouraria, entre outros.   No entanto, o vereador André Carvalho (PT) informou que foi aprovado um projeto de lei, determinando que o antigo prédio deverá ser ocupado pela sede da prefeitura ou alguma secretaria.   O prefeito informou ainda que repassa em torno de R$ 200 mil mensais para a Câmara.    TAPA NA CARA    
Obra faraônica foi executada durante os dois mandatos  do vereador Carlindo Dourado, como presidente da  Câmara.Obra faraônica foi executada durante os dois mandatos do vereador Carlindo Dourado, como presidente da Câmara.
A construção do novo prédio  teve início em  meados de 2011 sob a tutela do vereador Carlindo Dourado, então presidente da casa,  que se reelegeu para o cargo.   Em um vídeo de 12 minutos, postado  ano passado, na página da Câmara no facebook ,  o  vereador  Dourado, chegou a justificar a obra, afirmando que o atual prédio de dois andares,  com elevador, plenário e  salão administrativo, era um casebre.   Em janeiro de 2014, ele  processou o cabeleireiro Sebastião Romie que exigiu a prestação de contas das obras. “ Eu queria saber também para onde foram levadas as telhas e as madeiras do prédio anterior, que segundo consta, foram parar em uma obra do reduto eleitoral do vereador”, lembrou o cabeleireiro.   O vereador e eventual presidente da Câmara, entrou com uma ação de danos, exigindo R$ 28 mil de indenização do cabeleireiro.   “ Ele argumentou que eu o chamei de ladrão e desequilibrado. Mas  eu estava no meu direito de cidadão, de ter as informações. Se ele é tão honesto como prega, que tornasse  pública a prestação de contas “, destacou Romie.   Em maio deste ano, o Juiz da Comarca julgou improcedente o pedido do vereador e arquivou a ação.   Para o cabeleireiro, o novo prédio é uma bofetada na cara do cidadão que contribui com o pagamento de impostos.   “Trata-se de um verdadeiro desperdício de dinheiro público que poderia ser melhor utilizado em obras de calçamento de ruas ou até mesmo na construção de casas populares. Não havia necessidade desta obra. O prédio anterior era novo e estava em excelentes condições.”, arrematou o cabeleireiro. Ele quer se promover com esta festa e com esta obra, já que é provável candidato a prefeito”, acredita o cabeleireiro.   “ Quando soube que o prédio era da Câmara, achei de bom gosto. Se fosse uma bitaca, todo mundo ia criticar mais ainda. Araçuai merece este destaque”, escreveu em sua conta no facebook, o advogado Rafael Amaral Filho, residente em Belo Horizonte e filho de Araçuai.   POLÊMICAS  
Prédio anterior, que consistia em anexo e salão principal, foi chamado de casebre pelo atual presidente.Prédio anterior, que consistia em anexo e salão principal, foi chamado de casebre pelo atual presidente.
  A construção da sede própria da Câmara sempre foi cercada de polêmicas.     Durante a gestão do então presidente Iano Maioline (PT) em meados do ano 2000,   erros de engenharia da Construtora que venceu a licitação, levou a  parte  principal do prédio ao desabamento. Foram  necessários novos gastos para construir vigas no salão central.   Por considerar o prédio um casebre, o então vereador Carlindo Dourado (PP) decidiu usar sobras de recursos repassados pelo executivo, para iniciar sua obra faraônica.   Segundo fontes que não quiseram se identificar, a iniciativa era o resultado de um rompimento com o então prefeito, Aécio Jardim ( 2008-2012), antigo aliado do vereador.      
Piso dos salões e gabinetes foram revestidos com mármorePiso dos salões e gabinetes foram revestidos com mármore
  A Constrar Engenharia foi a vencedora da licitação que recebeu os pagamentos de forma parcelada. A construção chegou a ficar 6 meses em compasso de tartaruga.  
Fachada principal em vidro fumêFachada principal em vidro fumê
Somente para adequação e finalização da fachada, foram gastos R$ 216.464,00. A fachada é de vidro fumê.   Com compra e instalação de um  elevador foram gastos R$ 156.115,00, conforme dados publicados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).  
Funcionários dão os últimos retoques no plenário.Funcionários dão os últimos retoques no plenário.
    MAIS GASTOS   Em agosto do ano passado, a Câmara licitou  serviços de publicidade, para realizar documentários, seminários, impressão e distribuição de matérias e serviços de “campanhas de caráter educativo”. A empresa vencedora foi a Centro de Estudos, Consultoria em Pesquisa de Mercado e Marketing com sede em Guanhães.   Pelos serviços, estão previstos gastos na ordem de R$ 79.420,00.   A reportagem tentou falar, sem sucesso,  com o presidente da Câmara, nesta sexta-feira (10) para comentar o assunto.   Na última semana, a Câmara permaneceu fechada ao público para fazer a mudança. Dos onze vereadores, apenas o vereador  André Carvalho, foi localizado pelo telefone.   Ele disse que a obra foi aprovada por  legislaturas anteriores e que pouco podia informar sobre ela.   RECEBEM O TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO NESTE DOMINGO   Bernardo Pena Sales- Delegado de Polícia Civil   Lázaro Ferreira Lima- Sargento PM   Abrão Costa Martins Júnior- Cabo PM   Gilamárcio da Silva Rocha, Capitão PM e ex- Comandante da PM em Araçuai.   Valdeci Ribeiro da Silva-  Ex-Diretor do Presídio de Araçuai   Edmar Silva Cassemiro- Diretor do presídio de Araçuai   Renato Soares Caetanoi- detetive da Polícia Civil   Walter Esbaille Júnior- Ex- Juiz de Direito de Araçuai   Leonardo Morroni Araújo de Melo- Ex-Promotor de Justiça de Araçuai   Napoleão Teixeira Neto- ex- serventuário da Justiça   Josefa Alves dos Santos Reis- a Mestra Zefa- artesã   João Alberto Paixão Lages- suplente de deputado   Fábinho Ramalho- Deputado Federal.   Ubaldo Esteves Guedes- contador   A comenda Luciana Teixeirta será dada ao 3º Sargento Ernani Martins Gomes.   Fonte: Gazeta de Araçuai


Voltar as notícias